RUMORES NA INTERNET

 

 

Na internet nascem e propagam-se continuamente rumores e falsidades. Alguns alcançam transcendência somente porque saltam para o exterior.

            A difusão de rumores na Internet é facilitada por uma propriedade da transmissão electrónica de informação, pois quando nos chega uma mensagem pela Internet estamos muito menos em guarda do que quando recebemos uma comunicação no papel, na qual sabemos reconhecer os sinais de autenticidade.

            De facto, na Internet a maioria dos rumores propagam-se através do correio electrónico. Muitos dos que os recebem não acreditam, mas de qualquer modo reenviam-nos. A repetição vai causando maior impressão de verosimilhança, especialmente porque aparenta que a mensagem procede de diversas fontes concordes, ainda que na realidade tenha a sua origem numa só.

            Nem todos os rumores que se propagam pela Internet são meramente pitorescos. Há casos maliciosos, de autêntica desinformação e que causam estragos.

            Tais casos não significam que o cibernauta esteja indefeso. Na maioria das ocasiões, é fácil detectar os rumores falsos, que se distinguem por alguns sintomas. Por exemplo, se uma mensagem inclui a petição de que o destinatário a reenvie a todos os seus conhecidos, é motivo para ponderar. As faltas de ortografia são outro sinal, pois uma fonte fidedigna não envia um comunicado sem o rever antes. Os pontos de exclamação (tipicamente três ou quatro seguidos), as palavras em letras maiúsculas ou em tom alarmante podem constituir indícios de falsidade.

            Se o que foi dito acima não basta, pode-se visitar os sítios na Internet dedicados a desmascarar rumores.

 

 

In Infomail