Televisão já não é a preferida

João Ramos

 

A televisão deixou de ser o meio de comunicação preferido pelos jovens portugueses entre os nove e os 20 anos. Segundo um estudo realizado no portal Sapo, a Internet está agora no topo das preferências.

 

Expresso, Sábado, 26 de Agosto

 

Navegar na Internet é a ocupação preferida de 40% dos jovens portugueses depois do jantar, revela o estudo «Crianças e Jovens: A Sua Relação com as Tecnologias e os Meios de Comunicação», realizado pelo Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES) do ISCTE em colaboração com a PT.COM. A televisão aparece em segundo lugar com 30% das preferências, à frente dos jogos (12%).

Mas se tivessem que optar apenas por um meio de comunicação, o inquérito, realizado «on-line» no portal SAPO durante um mês (1.353 respostas), indica que 70% optariam pela Internet e que a TV seria primeira opção para apenas 20%. Menos folgada é a escolha quando colocados perante a opção entre Internet e telemóvel. A maioria (50%) continua a preferir navegar na Web, mas já há um número significativo (43%) que optaria pelo telemóvel.

No entanto, o aumento do uso da Internet não significa que os outros meios de comunicação estejam a ser postos de lado. Apenas 1% diz não ver televisão e o telemóvel continua a ser usado de uma forma quase universal (90%), sendo pré-carregado e financiado pelos pais com um orçamento apertado. Os jovens inquiridos gastam menos de três euros por semana principalmente para o envio de mensagens curtas (SMS).

Professores fora

Outra conclusão que se pode retirar do estudo é que grande parte do corpo docente dos ensinos Básico e Secundário está pouco sensível às novas tecnologias. Mais de metade dos jovens participantes afirma que não tem nenhum professor que incentive o uso da Internet para ajudar a estudar. Mesmo assim, 90% utilizam a Web ou o computador para estudar. No topo da lista está a realização de trabalhos em Word (94%), seguida de pesquisa de informação (89%), comunicar com colegas (80%), fazer trabalhos em «powerpoint» ou em páginas Web (73%) e procurar informação em enciclopédias mutimédia (68%).

Além da pesquisa, os serviços Internet mais utilizados pelos jovens são os «chat» ou «messenger» (80%), o correio electrónico (87%), os jogos «on-line» (45%) e o «download» de música e software (44%). Esta última tendência explica um outro dado que também foi apurado no estudo: 70% têm leitor de música portátil. Mas 80% dizem nunca ter comprado música na Internet e metade diz que não se deve pagar para descarregar música da Internet. Em todo o caso, mais de 90% assiste habitualmente a filmes, a maior parte das vezes na televisão (30%).

Mas sempre que um filme é de estreia 70% preferem ir vê-lo ao cinema. «Ir ao cinema ainda é um acto social importante», conclui Tiago Silva Lopes, director da PT.COM, que esteve envolvido na execução do estudo com a equipa do ISCTE.