Publicidade

 

A publicidade na era digital

OBERCOM, 23-Fev-2006

Na era digital, os consumidores são confrontados com um infindável número de impactos publicitários. Na verdade, calcula-se que cada consumidor norte-americano seja exposto diariamente a cerca de 3 mil mensagens publicitárias (explícitas e implícitas).

 

Logicamente, nem todas são relevantes para os consumidores até porque, à medida que se avoluma o número de impactos publicitários, mais criterioso se torna o processo de selecção dos mesmos. Estas são algumas das conclusões de um relatório – Reaching the unreachable consumer: Advertising in the digital Age – apresentado pela Parks Associates.

 

De acordo com esta mesma fonte, a propagação de diferentes suportes de comunicação tem vindo a alterar irreversivelmente os padrões de consumo dos media no sentido em que dotou os consumidores de um maior controlo (do consumo) dos mesmos e possibilitou o consumo simultâneo de diferentes plataformas.

 

Este cenário reveste-se de dificuldades acrescidas porque indexado a este novo conjunto de possibilidades está igualmente a faculdade dos consumidores decidirem o modo como interagem com a publicidade. Neste contexto, as principais preocupações do sector residem na exponencial disponibilização de suportes (como o DVD e o PVR) aos consumidores que permitem evitar anúncios publicitários intrusivos e irrelevantes, e na crescente dificuldade ao nível da retenção/gestão da carteira de clientes/anunciantes.

 

Perante esta nova realidade, é urgente que a indústria publicitária compreenda que a eficácia publicitária na era digital assenta essencialmente na relevância e na pertinência dos anúncios e que é premente encontrar novas formas de medição de maneira a adequar os modelos de negócio da publicidade às características dos consumidores.