Quem somos
Temas
Intervenção
 

Por Fátima Fonseca

7 de Junho de 2002



   Pego no jornal de hoje, 6ª feira, 7 Junho, e penso: -Que vou comentar? Algum dos vários artigos sobre serviço público (o que os juízes dizem...o que as duas Comissões vão re-discutir, re-dizer, re-escrever...o que esta e aquela figura pública vem acrescentar, lançando cada vez mais achas na fogueira?) , o honroso convite a Carlos Queirós?O Mundial das lágrimas de uns e dos risos e saltos de felicidade de outros? Os genomas...o céu de Junho...Portugal sem regras para comprar e vender armas? Não, estou certa que alguém já irá comentar mais este atropelo constante à vida...e continuo a ler, procurando apenas alguma coisa pequenina que possa passar despercebida...(Meu Deus, como é complicado optar e fazer a escolha certa!)...por fim está decidido, é isto mesmo!

   Da secção de Desporto do Público, retiro algumas palavras de Paulo Bento: "(...) o talento e a criatividade são fundamentais. Mas são coisas que, por si só, não ganham jogos. Talento e criatividade sem ordem, sem organização, não dão vitórias(...) não há quem ganhe jogos sozinho. As equipas é que ganham os jogos(...)".

   "Mutatis, mutandis", estas palavras aplicam-se a tudo, a todos e em todos os tempos. É assim no Desporto, mas também na Educação, na Saúde, na Política...Ordem, organização, trabalho, trabalho de equipa, esforço, perseverança, saber perder e saber ganhar...afinal a receita não é nova, pena é que esteja tão esquecida! Obrigada, Paulo Bento! Fez muito bem em lembrar!