Março 2009

CONVOCATÓRIA


Nos termos do nº 5 do Artº 20º dos Estatutos, convoco a Assembleia - Geral da ACMedia - Associação Portuguesa de Consumidores dos Media para reunir em sessão ordinária, nas instalações da Delegação de Coimbra, sita na Quinta da Espadaneira, Lote 2, dessa cidade, no dia 28 de Março de 2009, pelas 11:45h, com a seguinte Ordem de Trabalhos:

1. Discutir, aprovar ou modificar o Relatório da Direcção e a Conta de Resultados do ano de 2008 e o Relatório do Conselho Fiscal.

2. Assuntos diversos.
Se não houver quorum à hora marcada, a Assembleia - Geral voltará a reunir-se meia hora depois, ou seja, às 12:15h, com qualquer número de sócios efectivos, podendo deliberar validamente.

Lisboa, 5 de Março de 2009


O Presidente da Mesa da Assembleia Geral


Professor Doutor Fernando de Sena Esteves


Nota: Será servido um almoço, no local do encontro, afim de possibilitar maior participação nos trabalhos da Assembleia e permitir ainda o debate sobre reflexões estratégicas a desenvolver no período de "Assuntos Diversos".


FÓRUM INTERNACIONAL DAS UNIVERSIDADES


No âmbito do projecto FÓRUM INTERNACIONAL DAS UNIVERSIDADES, que pretende divulgar trabalhos de investigação sobre os Media produzidos por universidades nacionais e estrangeiras, vimos chamar a atenção do público interessado para a recente publicação do livro “A TV do Real” da Professora Doutora Felisbela Lopes, docente do Departamento de Ciências de Comunicação da Universidade do Minho.
A autora, numa entrevista recente dada ao jornal Público, gostaria que este livro chegasse aos professores do ensino básico e secundário, porque, conforme explica, “os jovens têm uma grande apetência pela imagem e era bom que os professores fizessem a sua própria educação para os media”.
O interesse deste livro para a autora resulta da urgência em tentar explicar às pessoas que nem todo o real está na televisão e “a realidade que lá está merece o nosso escrutínio permanente”.



A PASSIVIDADE DO PÙBLICO


Há meses, num programa humorístico de uma das televisões privadas e a propósito da forma excessiva como tem sido proposto um equipamento informático para as escolas, foi “macaqueada” uma cerimónia religiosa católica.
Seria lógico que, dada a elevada percentagem de católicos que se dizem existir em Portugal e até, apenas, de pessoas de bom senso, houvesse uma numerosa reacção a factos no mínimo chocantes da sensibilidade dos crentes (o que não se teria dito se a cerimónia fosse Islâmica?).
No entanto, apenas se registaram cerca de 100 queixas à entidade competente, que acabou por considerar não haver razão para sanção. Mais, o mesmo canal televisivo repetiu, dois meses depois a mesma “paródia” não havendo qualquer reacção conhecida a esta repetição.
Estes factos reais conduzem-nos a algumas hipóteses:
- Pouca gente viu o programa
- O número dos que viram e não se incomodaram é muito grande
- Muitos viram, muitos se incomodaram, mas poucos se deram ao trabalho de se queixar de algo que consideravam lesivo do respeito devido à sua religião.
Além deste caso que tem a particularidade de se tratar de um assunto que envolve questões religiosas, muitos outros se poderiam apontar e que respeitam a assuntos de carácter Ético e Social e que também não têm a reacção efectiva dos cidadãos.
Trata-se de casos de “cidadania de baixa intensidade” como muito bem é referido pela Prof. Dra Felisbela Lopes (A TV do Real) e que urge alterar.
A “conversa de café” é muito interessante mas não chega. Há que actuar sobre os operadores manifestando o nosso agrado ou desagrado até como referência para os que lá trabalham e, certamente, desejam que o que produzem seja positivo e útil.
A ACMedia procura facilitar esta interactividade pelo seu Programa “Quero Intervir” que pode ser encontrado em www.acmedia.pt.

ASSEMBLEIA GERAL DA FEDERAÇÃO IBÉRICA


           

Decorreu no Centro Universitário Villanueva em Madrid, no passado dia 28 de Fevereiro a Assembleia Geral da Federação Ibérica com a presença da ACMedia e de todas as associações de Espanha, representando as diversas autonomias regionais.


SEMINÁRIO “COMUNICAÇÃO RESPONSÁVEL PARA CRIANÇAS”

       

Organizado pela Associação Portuguesa de Anunciantes – APAN realizou-se em 29 de Janeiro, no auditório da Culturgest, o Seminário com o título em epígrafe.

Representou a ACMedia o seu Presidente, Dr. Nuno Campos, que proferiu uma interessante conferência sobre o tema “Os desafios do Sector Alimentar”.

Dessa intervenção salienta-se a necessidade de complementar a regulação respeitante à defesa da saúde pública com intervenção pedagógica tanto na escola como em casa, de modo a obter um desenvolvimento integral e uma evolução harmoniosa e gradual da criança e do adolescente, dotando-os de ferramentas que lhes proporcionem o discernimento necessário para distinguir o que é útil do que é nocivo.

Imagens do Seminário


QUOTAS

Lembramos que já estão a pagamento as quotas de 2009. Agradecemos que procedam ao seu pagamento durante o primeiro trimestre. A quota mantém-se com o valor mínimo de 20 Euros de modo a não sobrecarregar o orçamento dos nossos associados e na convicção de que todos compreenderão a necessidade em contribuir para a sustentabilidade da associação de modo a que prossiga a luta na defesa do seu ideário. 


ACMedia – Associação Portuguesa de Consumidores dos Media

Rua de Santo António à Estrela, 108 r/c Dto.  1350–294 LISBOA    Telefone: (351) 91 793 6880

acmedia@acmedia.pt       www.acmedia.pt