John Templeton e Bronislaw Geremek

 

 

http://aeiou.semanal.expresso.pt/common/imgs/1x1(t).gif

Dois grandes homens que dedicaram as suas vidas, cada um à sua maneira, à causa da liberdade e da democracia

 

 

A 8 de Julho, nas Bahamas, com 95 anos, morreu sir John Templeton. A 13 de Julho, num desastre de automóvel perto da pequena cidade polaca de Lubien, morreu Bronislaw Geremek, com 76 anos. Foram dois grandes homens que dedicaram as suas vidas, cada um à sua maneira, à causa da liberdade e da democracia.

 

John Templeton nascera pobre no estado norte-americano do Tennessee. Conseguiu financiar os seus próprios estudos na Universidade de Yale. Obteve em seguida a prestigiosa Rhodes Scholarship para o Balliol College, em Oxford, onde fez um mestrado em Direito. Iniciou as suas actividades na Bolsa de Wall Street em 1937.

 

Investidor genial e trabalhador incansável, John Templeton tornou-se um dos homens mais ricos do mundo, e um dos maiores filantropos. Em 1972, criou o Prémio Templeton, para distinguir “o progresso na religião”, o que incluía trabalhos em filosofia, bem como obras exemplares envolvendo caridade, perdão e criatividade.

 

O primeiro prémio, atribuído em 1973 com o valor de 85 mil dólares, foi para Madre Teresa de Calcutá. No ano passado, o valor do Prémio Templeton ascendia já a 1,6 milhões de dólares.

 

Na década de 1960, John Templeton tornara-se cidadão britânico. Em 1984, financiou a criação do Templeton College, em Oxford. Três anos depois, a rainha atribuiu-lhe o título de «Sir», em reconhecimento das suas obras de filantropia. O seu estilo de vida permaneceu austero, doando anualmente mais de 70 milhões de dólares, sobretudo para iniciativas relacionadas com o diálogo entre fé e razão, bem como o estudo dos fundamentos da liberdade.

 

No ano 2001, tive o privilégio de receber da Templeton Foundation o International Freedom Award para uma cadeira sobre ‘A Tradição da Liberdade’, na Universidade Católica. Em Junho último, a Templeton Foundation foi o maior patrocinador do XVI Encontro Internacional de Estudos Políticos, no Estoril.

 

Também na Universidade Católica, em Janeiro de 2003, tive o prazer de apresentar Bronislaw Geremek no doutoramento «honoris causa» que aquela Universidade lhe conferiu. Conhecido do grande público pelo seu papel no ‘Solidariedade’ contra a ditadura comunista na Polónia, Geremek foi também um grande historiador da Idade Média e um intelectual público comprometido com a causa europeia e transatlântica.

 

Em Junho de 2000, quando era ministro dos Negócios Estrangeiros da Polónia, Geremek fundou a Community of Democracies, com Madeleine Albright e Vaclav Havel - um clube em que Portugal ocupa actualmente a presidência.

 

 

Prof. José Carlos Espada