A Livraria Buchholz, lugar de referência do nosso (pequeno) universo cultural
encontra-se em situação de pré-falência. Agradece-se a todos quantos a
frequentaram que a voltem a visitar, de vez em quando. Comprar um livro que não
se encontra em mais lado nenhum pode, eventualmente, ajudar a reerguê-la.
Agradece-se que passem esta informação aos amigos e interessados.

A Buchholz é uma livraria com história.
Foi fundada em 1943 pelo livreiro alemão Karl Buchholz,que deixou Berlim depois
da sua galeria de arte e livraria terem sido destruídas pelos bombardeamentos.
A actividade de Buchholz era incompatível com o regime de Berlim, nomeadamente a
venda de autores considerados proscritos, como Thomas Mann.
No entanto, a relação de Buchholz com o regime era algo dúbia pois tanto
compactuava em manobras de propaganda alemã como salvava da fogueira obras de
Picasso e Braque,condenadas pela fúria nazi.
No início, a livraria estava situada em Lisboa na Av. da Liberdade e só em 1965
se instalou na R. Duque de Palmela.
O interior foi projectado pelo próprio livreiro ao estilo das livrarias da sua
terra natal. O espaço estende-se por três andares unidos por uma escada de
caracol, com recantos e sofás que proporcionam uma intimidade dos leitores com
os livros.
A madeira das escadas, chão e estantes torna o espaço acolhedor e agradável.
Durante os anos 60, a tertúlia artística lisboeta - entre eles, Escada, Noronha
da Costa, Eduardo Nery e Malangatana - passou pela cave da Buchholz, que
funcionou como galeria até 1974.
Hoje, a galeria continua a ser uma referência cultural com um público fiel que
preza o espaço de convívio que a livraria sugere. A selecção dos títulos é vasta
e inclui várias áreas: artes, ciência, humanidades, literatura portuguesa e
estrangeira, livros técnicos e infantis, na cave funciona uma secção de música
clássica e etnográfica. Apesar de não ser especializada em nenhuma área, a
secção dedicada à ciência política é frequentada por muitos políticos da nossa
praça.
A Buchholz acolhe ainda eventos especiais como lançamentos de livros, sessões de
leitura, e o "Domingo Especial" que são os saldos anuais da livraria, uma vez
por ano, no último domingo de Novembro.
Na Buchholz on-line pode percorrer as estantes da livraria sem sair de casa e
ainda encomendar livros nacionais e alguns estrangeiros.
TELEFONE: 213170580
LOCAL: Lisboa, R. Duque de Palmela, 4
HORÁRIOS: Segunda a sábado das 09h00 às 18h00 (encerra sáb. às 13h).
SÍTIO OFICIAL: http://www.buchholz.pt